Vivendo Naturalmente Saudável


Não há nada de errado com a doença!

18/01/2010 00:14

Por Celso Zymon

 

Você está doente? Não, pode ter certeza de que você não está. Na realidade, a única coisa que acontece é a falta de consciência no amor. Mas como? Veja: não há nada de errado com a doença, o que há de errado é com você!

A doença é perfeita, se é que podemos afirmar que existe doença. Ela somente indica o quanto você deixou de se amar. O que se chama de doença, na realidade, é a própria cura. Consegue perceber isso, meu irmão, minha irmã? Ela é a representação da suprema justiça.

A falta de amor é que nos torna débeis. A falta de amor e de respeito pelo corpo é que nos faz esquecer de ter uma boa alimentação. A falta de respeito e de amor pelo próximo é decorrente da falta de amor por nós mesmos. Não damos mais do que temos, ou melhor, não damos o que não temos. Então, nos vêm os problemas emocionais e sociais.

A falta de amor é que nos faz ser medrosos e o medo causa a ansiedade e a ansiedade causa a doença. A falta de amor e da alegria que ela nos dá faz com que os hormônios da felicidade não sejam segregados em nossa corrente sanguínea, causando com isso baixa de imunidade e, conseqüentemente, as doenças.

A falta de confiança em Deus ou na natureza (que é gerada pela falta de amor e falta de informação espiritual) é que nos faz sentir raiva, ódio, pavor, pânico e isso nos traz infinitas doenças.

Existem diversas manifestações da doença e diferentes estágios. Algumas ultrapassam nossa noção de tempo-espaço ou a nossa compreensão, mas a grande maioria tem uma única origem: falta de você saber quem realmente é. Você se ama? Veja a seguir o que acontece.

Na realidade, a doença nada mais é do que um aviso, uma mensagem. É o seu órgão dizendo para você:
Prezado amigo, por anos agüentei todos os seus maus tratos; por décadas suportei e resisti a todos os esforços físicos, alimentares, emocionais, comportamentais e espirituais a que me submeteu, mas no momento não aguento mais e preciso que você veja que a minha necessidade é outra. Não preciso de muito; apenas que me dê atenção, descanso e nutrição nas horas adequadas. Fui feito para você e por você, mas também preciso de cuidado. Vejo que costuma dar atenção ao seu carro, ao seu cabelo, à sua pele, mas esquece que aqui dentro também estou vivo e trabalhando por você. Agora está na hora de rever os seus atos e a única forma que encontro de fazê-lo enxergar essa realidade é através do que você chama doença, e eu chamo de pedido de socorro, de pedido por mais amor. É claro que um dia esse pedido pode não ser mais ouvido por você, pois costuma calar a minha boca com drogas pesadas, analgésicos e similares, já que esse assunto de AMOR é coisa de gente que não tem o que fazer (é assim que infelizmente muitos pensam), então, não encontrarei outra forma se não a de interromper meu sagrado trabalho de servir a você e isso lhe causará o que você chama de MORTE e eu chamo de JUSTIÇA, ou para alguns, férias prolongadas. Lembre-se: fomos feitos um para o outro, mas parece que você não sabe disso. Aguardo seu contato e sua atenção. De quem muito o estima...

Ofereço este texto para você com muito AMOR.

 

Este artigo pode ser divulgado desde que citada a fonte e o autor!

—————

Voltar